03 abril 2009

Fortaleza com cara de Londres

É, eu sei que lá na terra da Rainha que ganhou um iPod do Obama, é muito mais cruel quando chove. Mas hoje quando acordei, senti-me dentro de uma história de Edgar Alan Poe. 

O gato preto estava no hall, perto do elevador, bloqueando minha passagem, de maneira ameaçadora. Seus olhos frios me encaravam desafiadores e pareciam dizer que sabiam de tudo. Arrepiei-me toda e dei meia volta. O conto de Poe passou em questão de segundos na minha cabeça e lembrei-me de ter a prudência de não ameçar os gatos pretos.

Súbito, dei de cara com esta paisagem. Chuvosa, a cidade estava escura e bem sinistra. Perfeita para um conto de terror como só o mestre sabia fazer. 

Detive-me por alguns instantes a apreciar e viajar nesta encantadora vista e esqueci do felino ébano que me espreitava. Ao voltar, ele tinha-se ido. Ou será que ali  nunca esteve?

2 comentários:

pauloafonso13 disse...

Gato ameaçador no hall do elevador? Já não dá mesmo para morar em Fortaleza. Vem prá cá. Cá no sítio, com esta chuvinha caindo, ouço os grilos e ao longe o coaxar dos sapos nas poças de água da chuva. No jardim os sapos pulam alegremente, coaxam, comem insetos e não são ameaçadores. Vem...
Moderação foi ativada? Deus queira que passe comentário com sapos...

pauloafonso13 disse...

Eita! Gato preto no hall do elevador?? Terrível, ameaçador! Já não é possível morar em Fortaleza. Vem para cá. Cá no sítio, neste momento, ouço os grilos, os sapos... No jardim, os sapos pulam, coaxam, namoram, não ameaçãm ninguém.'
Vixe! Vi agora que "A moderação de comentários foi ativada. Todos os comentários devem ser aprovados pelo autor do blog".
Será que passa o meu comentário cheio de sapos???